sexta-feira, 2 de março de 2012

2 de março: Dia Mundial de Oração das Mulheres


Nesta sexta-feira, 2 de março, mulheres do mundo todo oram por justiça e paz. Em antecipação ao tradicional Dia da Mulher, celebra-se neste ano, no dia 2 de março, o "Dia Mundial de Oração das Mulheres", uma iniciativa que tem suas origens no século XIX, quando grupos de mulheres de fé protestante dos Estados Unidos e do Canadá haviam iniciado atividades comuns em prol de muitas mulheres em dificuldade, tanto em sua pátria quanto no exterior. Logo, seguiu-se a ideia de um dia unitário dedicado à oração "das" e "pelas" mulheres, depois fixado para a primeira sexta-feira do mês de março.

Clientes de prostituição arriscam 3 anos de prisão na Albânia


O parlamento albanês aprovou nesta quinta-feira uma lei que pune com penas de prisão os clientes das pessoas que se prostituem, bem como os proxenetas, no quadro de esforços para erradicar este fenómeno e o crime organizado.  "A lei, que teve o acordo do conjunto dos deputados, estipula que a prostituição é um delito", indicou a deputada Vasilika Hysi.

Esquema de prostituição infantil é desmantelado pela Polícia; velho de 85 anos é preso


Homem de 85 anos é preso em Campina Grande nesta quinta-feira (01) acusado de aliciar menores para prostituição infantil e tráfico de drogas. Segundo informações da Polícia que desmontou o esquema, o idoso Alcides Gonçalves da Silva convidava as meninas para a sua casa para em seguida chamar homens que praticavam sexo com as menores.

Feminicidio em México: desaparecimentos de mulheres em Ciudad Juárez


"Nem uma mais. Não mais mulheres desaparecidas!”. Esse é o grito das integrantes do Comitê de Mães e Familiares com Filhas Desaparecidas contra o feminicídio e o desaparecimento de mulheres e meninas na Ciudad Juárez, estado de Chihuahua, México. Na semana passada, mais uma mãe foi informada pelas autoridades de que sua filha estava morta.

MMM denuncia crise mundial e reafirma luta por construção de um mundo em liberdade

A uma semana do 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a Marcha Mundial das Mulheres (MMM) publicou uma declaração em nome de todas as suas participantes e das organizações feministas vinculadas. No documento, elas asseguram suas convicções, denunciam problemas mundiais e reafirmam sua luta pela construção de um mundo melhor para todos e todas. A declaração rememora a crise ‘capitalista, racista e patriarcal’ que está sendo vivida no mundo inteiro e que obriga toda a população a pagar por problemas que foram criados por Governos e instituições financeiras.

Trabalhadoras do sexo da Mouraria desconfiadas com cooperativa sexual


A proposta de construção de uma "safe house", onde as prostitutas de rua pudessem receber os clientes, foi entregue pela Obra Social das Irmãs Oblatas e pelo Grupo Português de Ativistas sobre tratamento do VIH/sida (GAT) à Câmara Municipal de Lisboa mas a ideia está gerar dúvidas junto das visadas: Inês, de 40 anos, que trabalha na rua do Intendente há 13 anos, contou à agência Lusa que a ideia de reunir todas as prostitutas numa só casa "vai ser uma grande confusão".


Mais informações sobre a casa para prostitutas em Portugal


A Obra Social das Irmãs Oblatas e o Grupo Português de Ativistas sobre Tratamento do VIH/SIDA (GAT) apresentaram na Câmara de Lisboa um projeto para criar um bordel na Mouraria. O objetivo não é imitar uma conhecida zona de Amsterdam mas antes, segundo o Jornal de Negócios, criar um espaço para que as prostitutas daquela zona possam ter relações seguras sem lenocínio.

SABER VIVER

Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.
Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é...Autenticidade.

quinta-feira, 1 de março de 2012

No palco, a história da prostituta que fundou a Daspu


Ela já era filha e mãe quando resolveu sair de casa, aos 22 anos, para se tornar garota de programa. Gabriela Leite abandonou o curso de Sociologia na USP e foi trabalhar na região da Boca do Lixo, no centro da cidade. A violência contra colegas a fez despertar para a luta pelos direitos das prostitutas. E ela não parou mais. Fundou a primeira Associação Brasileira de Prostitutas, a ONG Davida, em 1991, e, mais recentemente, em 2005, a Daspu, grife queridinha de modernos. A trajetória da ativista, que virou livro em 2009, chega hoje ao teatro na peça Filha, Mãe, Avó e Puta - Uma Entrevista.

Cooperativa de prostitutas em estudo


As prostitutas que exercem a sua atividade na Mouraria, em Lisboa, serão inquiridas nos próximos meses de modo a perceber-se se pretendem participar numa cooperativa de trabalhadoras de sexo, que resulte no primeiro bordel sem a prática de lenocínio ou proxenetismo. Caso exista um número considerável de trabalhadoras do sexo a quererem juntar-se ao projeto - que surgiu de uma proposta da Obra Social das Irmãs Oblatas e do GAT (Grupo Português de Ativistas sobre Tratamentos de VIH/SIDA), que apoiam estas mulheres -, no princípio de 2013 o espaço "Safe House" (trad.: Casa Segura) poderá ser uma realidade.

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Você quer ter razão ou ser feliz? - Júlio Machado

video
Júlio Machado é um educador , facilitador de aprendizagem e de mudanças, biólogo, estudioso em filosofia e pesquisador do comportamento humano. Ele é também um prezado colaborador na Pastoral da Mulher de BH . Neste vídeo trata de um fundamento essencial para o conviver bem.

Como reverter a feminização da pobreza


Os governos devem implementar leis contra a discriminação e programas de ação afirmativa que ajudem as mulheres a saírem da pobreza, disse em entrevista à IPS a economista Stephanie Seguino. O “financiamento para a igualdade de gênero” está no centro de alguns dos problemas de difícil solução que as mulheres enfrentam no mundo. Também define se existe, ou não, a vontade política de destinar recursos reais para solucioná-los ou simplesmente se fala sem chegar a nada de concreto.

Operação prende cinco suspeitos de pedofilia e exploração sexual no RJ


Homens pagariam entre R$ 20 e R$ 60 por encontro com menores.Servidor do Tribunal de Justiça do Rio está entre os investigados.

Vídeo flagra esquema de prostituição infantil na BA

video

Policiais estariam facilitando jovens para caminhoneiros; grupo é investigado por extorquir dinheiro dos motoristas.

Saúde e Salvação: Duas irmãs inseparáveis


Maria Clara Bingemer
E chegou a Quarta-Feira de Cinzas, parece que finalmente o ano vai começar. No Brasil, o Carnaval é o marco que finaliza a série de festas, férias e viagens iniciadas no Natal.  O Carnaval é o selo que diz: “Ao trabalho”. Mas, para nós, que vivemos a fé em Jesus Cristo, diz algo mais: “Convertei-vos e crede no Evangelho”.

Entrevista especial com Telia Negrão


Ao analisar o papel que o Estado exerce sobre o corpo da mulher, Telia Negrão afirma que “o Estado mantém forte controle sobre o corpo das mulheres na medida em que, através das leis e das políticas públicas, se determina o grau de possibilidade das mulheres tomarem as próprias decisões”. Para ela, há uma relação estreita entre democracia e autonomia, sendo essa uma grave contradição no Brasil. “A democracia é bem ampla, mas as mulheres têm vedado o direito de decidir sobre seu corpo. Convivemos com um Código Penal de 1940 que penaliza as decisões reprodutivas, mas neste país se permite a veiculação de músicas que incitam ao estupro, como esta do Teló. Então a falsa moral está disseminada entre nós”.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Celebração fazendo memoria de Madre Antonia

Hoje, juntamente com a celebração dos aniversários de mês, na nossa sede do Cantinho da Paz,  lembramos  o aniversário de morte  de  Madre Antonia (28 de fevereiro de 1898), co-fundadora da Congregação das Oblatas do Santíssimo Redentor. As Oblatas estão em Brasil desde 1935 e  mantém projetos pastorais de atenção a mulheres em situação de prostituição em São Paulo, Salvador, Juazeiro, Belo Horizonte (Pastoral da Mulher/BH). 

As mulheres e o futuro da Igreja


Por  Joseph Moingt (a tradução é de Benno Dischinger)
Um traço importante da civilização ocidental no início do século XXI– seguramente o mais significativo há diversos milênios – se refere à condição da mulher que, após ter adquirido os seus direitos civis e se ter emancipado da tutela paterna e marital na segunda metade do século passado, está conquistando – porque a luta está bem longe de seu término – a igualdade com os homens no tratamento profissional e está abrindo para si um acesso equânime aos postos de responsabilidade mais altos em todos os âmbitos, econômico, cultural e político da vida social. 

"Se a Igreja ordenasse mulheres, não haveria a crise dos abusos sexuais"


"A Igreja queria evitar a crise dos abusos sexuais e garantir a masculinidade de seus sacerdotes? Ela deveria ter tentado deixar as mulheres fazer esse trabalho." A opinião é de Eugene Cullen Kennedy, professor emérito de psicologia da Loyola University, de Chicago.

Beata Nhá Chica


Teólogos do Vaticano, antes do carnaval, avaliaram milagre atribuído à mineira Nhá Chica, de quem Paulo Coelho é devoto, e deram parecer favorável à cura de um problema no coração da professora Ana Lúcia Meirelles Leite, de Caxambu, MG.
Uma comissão de médicos da Santa Sé já havia confirmado a cura. Agora, o processo de beatificação segue para os cardeais, e, depois, para o Papa.

Por uma participação “igualitária e fraterna” da mulher na Igreja

O Movimento Católico de Mulheres da Áustria é uma organização laica presente na maioria das paróquias austríacas, com representação em nível vicarial e diocesano. Surgiu da Ação Católica, em 1947, e foi se desenvolvendo até transformar-se numa referência consolidada e crescente em todas as dioceses. Um comitê central de 15 pessoas apoia os grupos locais proporcionando-lhes materiais, formação e assessoramento.

80 anos do direito de voto feminino no Brasil

Por José Eustáquio Diniz Alves*,
No dia 24 de fevereiro de 2012, o Brasil comemorou os 80 anos do direito de voto feminino. As mulheres passaram a ter o direito de voto assegurado pelo Decreto nº 21.076, de 24/02/1932, assinado pelo presidente Getúlio Vargas, no Palácio do Catete, no Rio de Janeiro. Esta conquista, porém, não foi gratuita.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Em Minas, movimentos feministas e sociais preparam grande ato no Dia Internacional da Mulher


Este ano, o Dia Internacional da Mulher, dia 8 de março, será marcado por um grande ato em Belo Horizonte, unificando movimentos feministas, sindicais, sociais, estudantis, pastorais sociais e outras organizações de todo o estado de Minas Gerais. As entidades que participam da organização decidiram, na última semana, os eixos e o horário do ato, que será no próprio dia 8, quinta-feira, com concentração às 15h, na região central da cidade (local ainda a definir).

Encontro com o consultor de Misereor


Nesta segunda feira (27) , aconteceu uma reunião ministrada por Sergio Coutinho, assessor da CNBB e consultor de Misereor, com a participação de representes do Vicariato Episcopal para a Ação Social e Politica de BH e  da Pastoral da Mulher (APMM/BH).  A reunião pretendia mostrar para Misereor os trabalhos das Entidades ligadas ao Vicariato  e da própria APMM e esclarecer dúvidas com relação às guias para a apresentação de projetos e à elaboração dos relatórios.

A Pastoral da Mulher presente no lançamento da Campanha da Fraternidade 2012 em BH

 
Campanha da fraternidade tem como tema este ano  “Fraternidade e saúde pública”. Em cerimônia com a presença de centenas de católicos e autoridades, arquidiocese de BH lançou a passada sexta feira (24) movimento que pretende apontar soluções para melhorar assistência à população.